As Amarguras de um Jovem Anarcristão

Este é um livro surpreendente. Situado num período imaginário ocorrido entre o período colonial e a segunda guerra mundial, ele nos leva por uma trajetória retardada por uma Europa Central corrompida pelo sistema patriarcal e os cientistas malucos. E no meio desse lugar absurdo, nosso protagonista, Joãozinho Vinte e Dois, o XI rei da pérsia, se vê aprisionado numa curiosa catacumba alienígena de quinze metros de comprimento. Lá, ele deve se valer de suas habilidades acrobáticas e de sua lábia fenomenal para superar os mais variados desafios, que vão desde de roubar um pelo da buceta de uma falecida idosa até se masturbar com um dildo dentro da Uretra.

Escrito pelo veterano Maxwell Roriugui, As Amarguras de um Jovem Anarcristão é um sucesso de público e crítica na Guatemala. Uma pedida e tanto pra se ler cagando.

Anúncios

2 Respostas to “As Amarguras de um Jovem Anarcristão”

  1. Padre_Solitário Says:

    Pedofilia, scat, travecão e necrofilia. Cadê?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: